mais sobre mim

subscrever feeds

Segunda-feira, 01 DE Agosto DE 2011

8º Capitulo

Meninas fico tão feliz ao ver os vossos comentarios é sinal que realmente gostam e isso deixa-me feliz :)
Mas também ando um bocadito deprimida, ando bloqueada, e os capitulos que voces estão a ler são os que eu tenho de reserva, é frustante não ter ideias para a história que nós próprios criamos :(

Bem mas deixo-vos mais um capitulo :)

Beijinhos e gosto muito de vocÊs, só pelo facto de dedicarem um bocadinho do vosso tempo a algo que eu escrevo :)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

P- Claro que podes.

R- Anda para ao pé de mim, eu não vou tentar nem fazer nada, só quero sentir o teu corpo junto ao meu.


Acedi ao seu pedido e os nossos corpos dormiram colados, com as nossas mãos entrelaçadas. Ouvir a respiração do Rúben mais pesada e percebi que ele tinha adormecido. Eu descasei também e acabei por adormecer. Quando acordei, os braços do Rúben já não me envolviam, olhei para o lado da cama que ele tinha ocupado esta noite e vi que estava vazio. Notei que no sitio da cabeça do Rúben estava um bilhete.

 

Bom dia princesa, adorei dormir ao teu lado, foi maravilhoso. Ah não mudes de perfume por favor. Tive que me ir embora, já era quase meio-dia e tu ainda dormias. Tavas tão linda que nem tive coragem de te acordar. Quando leres este papel manda-me mensagem para eu ficar descansado. Um beijo enorme, gosto mesmo muito, muito de ti. Rúben.

 

Sorri com um sorriso verdadeiro. Afinal não tinha sido um sonho, o Rúben tinha estado mesmo ali comigo.

Já passava da uma da tarde, não sabia a que hora ele ia treinar, mas mesmo assim resolvi tentar ligar, afinal ele tinha pedido que eu o fizesse. Marquei o seu número e quando me preparava para desligar ele atendeu.

 

R- Bom dia dorminhoca.

P- Bom dia Rúben.

R- Dormiste bem?

P- Dormi sim, e tu?

R- Também. Não podia ter dormido melhor.


Senti-me a corar e sorri.

 

R- Olha eu tenho treino ás duas, e se depois fossemos dar uma volta?

P- Dar uma volta, hum não me apetece muito. E se víssemos um filme aqui em casa?

R- Só se for na minha casa, assim é justo eu já conheci a tua casa, e tu ficas a conhecer a minha. Pode ser?

P- Está bem.

R- Vou-te buscar ás 16 pode ser?

P- Não é preciso, eu levo o carro. Não vais andar para trás e para a frente por minha causa, nem sonhes.

R- Eu insisto. Já tenho saudades tuas linda.

P- Eu também Rúben.

R- Bem, vou-me despachar. Um beijo. Gosto muito de ti.

P- Até logo, beijinho. Eu também gosto muito de ti meu lindo.


Voltei a deitar-me na cama. Estava lá tão bem que voltei a adormecer. Só acordei quando ouvi o meu telemóvel tocar.

 

P- Sim.

R- Patrícia?

P- Rúben?

R- Sim está tudo bem?

P- Está, que horas são?

R- São 16. Não me parece que esteja tudo bem.

P- Adormeci depois de falar contigo.

R- Eu já estou á tua porta.

P- Então eu abro e tu sobes. Eu deixo a porta aqui de cima aberta e vou já para o banho para me despachar.

R- Está bem, até já.


Abri a porta e esgueirei-me para o quarto para tomar banho. Quando sai da casa de banho percebi que não havia barulho e fiquei preocupada, mas mesmo estando apenas com a toalha enrolada ao corpo fui pela casa á procura do Rúben.

Passei pela sala e não vi ninguém, só quando entrei na cozinha o vi a preparar qualquer coisa no fogão. Não disse nada e aproximei-me dele sem fazer barulho. Pôs as mãos nas suas costas e estiquei-me para conseguir alcançar o seu pescoço e beijei-o.

 

P- Oláá.

R- Olá dorminhoca.

P- Posso saber o que menino está a fazer na minha cozinha?

R- Estou a preparar qualquer coisa para tu comeres, já dormiste tanto e ainda não deves ter comido nada.

P- Acertaste.


O Rúben virou-se e olho-me com um sorriso malandro. Percebi o que ele estava a pensar e apressei-me a explicar.

 

P- Assustei-me não ouvi barulho e resolvi vir procurar-te.


Ele riu-se. E beijou-me, um beijo que no inicio foi calmo mas depois passou a ser rápido mostrando o desejo que ele sentia. As suas mãos percorreram as minhas costas tapadas apenas com a toalha. As minhas mãos percorreram os seus braços, os seus ombros e o seu cabelo.

 

E agora será que acontece algo mais?

publicado por quandomenosseespera às 22:11
Feel like: Quero-te melhor e com saúde
Segunda-feira, 01 DE Agosto DE 2011

7º Capitulo

P- Eu deixo-te tentar, mas se me magoares Rúben Amorim, ai meu Deus, tu és tão desgraçadinho da tua vida que nem imaginas.


Ele sorriu e aproximou-se da minha boca, mas não me beijou.

 

R – Eu não te vou fazer sofrer princesa, nunca, nunca, nunca.

 

E finalmente beijou-me, tão ou mais carinhosamente do que tinha feito em casa do David. Sentamo-nos num dos bancos do jardim a contemplar a vista.

 

P- Rúben, o pessoal, temos que ir ter com eles.

R- Nunca mais me lembrei deles. ‘Bora lá.


Voltamos para o carro e fomos até á Lux, desta vez a sua mão foi sempre que disponível sobre a minha perna. Quando chegamos ao lugar de estacionamento ele olhou-me nos olhos e beijou-me.

 

R- Queres contar?

P- Por enquanto não, pode ser?

R- Claro princesa, tudo o que tu quiseres.


Entramos na discoteca e subimos até a parte VIP e encontramo-los todos super bem disposto. Com o meu pessoal estava, o David e o Gustavo claro, e o Javi, o Luisão, o Saviola, o Fábio, o Nuno e o César com as respectivas namoradas ou mulheres.

 

- Boa noite – Dissemos eu e o Rúben em coro.

- Boas noites – responderam-nos.


As meninas perceberam que eu não iria falar nada depois de eu e o Rúben nos termos separado por ele precisar de ir á casa de banho e não insistiram mais comigo. O Rúben voltou e como eu já estava muito cansada e notei que os seus olhos também mostravam cansaço fomos embora, não fomos os primeiros, pois a Tânia e o Rui, e o David e o Gustavo já tinham regressado a suas respectivas casas.

Eu e o Rúben fomos novamente no seu carro, e a sua mão foi novamente sempre que possível sobre a minha perna. Eram 3 da manha quando chegamos a minha casa.

 

R- Pronto estás entregue.

P- Estaciona ali por favor.

R- Mas porque?

P- Sem pergunta Rúben, por favor. – Sorri ao lembrar-me do que ele já me tinha dito hoje por duas vezes.


Ele estacionou onde eu lhe disse e desligou o carro e olhou-me.

 

P- Vamos.

R- Vamos onde?

P – Dormir.

R – Não tou a perceber, eu moro na Charneca, não aqui.

P- Por morares na Charneca é que eu disse vamos.

R – Patrícia explica-te por favor.

P – Rúben são três da manha, achas que eu te vou deixar ir para casa a esta hora.

R- Depois dos últimos minutos acho que não.

P- Exactamente, vá, anda lá.


Ele subiu e notei-o muito calado. Pensei um pouco e acho que lhe tinha adivinhado o motivo de tal silêncio. Quando entramos no elevador resolvi falar.

 

P- Rúben.

R- Diz.

P- Sabes que não significa que por dormires em minha casa que nós tenhamos que ir para a cama, não sabes?

R- Mas tu não queres?

P- Quero, mas é cedo, muito cedo. Temos muito tempo pela frente.


Ele sorriu, aquele sorriso em tão pouco tempo já me transmitia tanta calma. Entramos na minha casa, e ele deitou-se no sofá.

 

P- Ainda não tens sono?

R- Tenho por isso mesmo me estou a deitar.

P- Nem sonhes, amanha tens treino e eu quero ganhar o campeonato este ano. Dormes na minha cama, anda.

R- E tu?

P- Eu durmo aqui, não vai ser a primeira vez.

R- A tua cama é de casal ou de solteiro?

P- Casal.

R- Então cabemos lá os dois pode ser?

P- Está bem.


Fui para a casa de banho mudar a roupa e vestir o pijama enquanto o Rúben ficou no quarto.

 

R- Importaste que eu durma de boxers?

P- Claro que não.

R- Queres que vista t-shirt?

P- É como tu quiseres.


Deitamo-nos, no meu corpo estava um pijama minúsculo que a minha mãe me tinha oferecido e o Rúben dormiria de boxers.

 

R- Posso te pedir um favor.

 

O que é que será que o Rúben vai pedir á Patrícia?

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Oláá meninas hoje atrasei-me um bocadinho no post, mas tive a ver um programa que me deixou de boca aberta. Queria deixar aqui os meus parabéns ao Filipe que perdeu 70.5k no programa Peso Pesado da Sic :D

Minhas meninas já sabem deixem as vossas opiniões :) Beijinhos*

publicado por quandomenosseespera às 00:55
Feel like: Porque é que ele não melhora

pesquisar

 

Agosto 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
20
22
24
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

Posts mais comentados

arquivos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro